<We_can_help/>

What are you looking for?

<Agrosummit 2021/> Bem-vindos

d

Copyright @ Select-themes

Follow us

Escassez de sementes pode comprometer agricultura familiar

A escassez de sementes e fertilizantes poderá comprometer a agricultura familiar na comuna da Calenga, município da Caála (Huambo), durante a época agrícola 2021/2022, apurou a Angop, esta quarta-feira.

Trata-se de famílias camponesas que perderam as suas culturas na campanha agrícola 2020/2021, devido à seca.

Em declarações à Angop, alguns camponeses afirmaram que estão a enfrentar dificuldades na aquisição de sementes, com os preços a aumentarem a cada dia que passa, a exemplo do milho, feijão, batata-rena e as hortícolas.

Acrescentam que a estiagem provocou ruptura do “stock” de sementes das famílias camponesas que estão impossibilitadas de desenvolver as suas actividades agrícolas com regularidade, devido à fraca capacidade de aquisição.

Nesta conformidade, solicitaram o apoio do Governo na disponibilização de sementes e fertilizantes, para o relançamento da produção agrícola e fazer face aos desafios da segurança alimentar e combate à pobreza.

O camponês Constantino Joaquim disse que as sementes tornaram-se escassas, depois dos produtos estragarem no campo devido à seca, registada na época agrícola 2020/2021.

Luísa Ngueve, outra camponesa, informou que a dificuldade consiste no elevado preço das sementes, pois, um quilograma de semente de milho está a custar 700 Kwanzas.

Já Faustino Domingos, outro camponês, disse que, para além das dificuldades de aquisição de sementes, o outro problema consiste na falta de instrumentos de trabalho, para tornar a produção mais rentável.